Cinema e Argumento

Memes

MEME anti-social
Você se considera um blogueiro anti-social?

Acho que não. Sempre visito os blogs de meus companheiros cinéfilos, e quando tenho algum comentário relevante ou quando já assisti o filme que está sendo discutido, deixo um comentário.

MEME da amizade (ordem aleatória)

1. Wally (Cine Vita)

O meu melhor amigo blogueiro-cinéfilo. Difícil discordarmos em alguma opinião, e sempre que isso ocorre, entendemos e respeitamos o ponto de vista do outro. Já sou visitante do Cine Vita faz bastante tempo, desde os tempos em que ele nem era hospedado no WordPress, e posso dizer com a maior certeza que é um dos melhores blogs em atividade. Sempre com textos instigantes e detalhistas, deixando bem claro o ponto de vista do autor e sua opinião em relação ao filme. Wally é um amigo de grande valia, e não só quando o assunto é cinema.

2. Gustavo (Fina Ironia)

Lembro até hoje quando recebi meu primeiro comentário de um blogueiro-cinéfilo no meu blog, e esse comentário foi do Gustavo, naquele distante ano de 2006, quando eu não tinha o minimo conhecimento cinematográfico no Cinema 2006. Certamente o Gustavo é uma das pessoas mais importantes nessa minha paixão pelo cinema, porque foi ele um dos principais incentivadores logo no início de minha adoração pelo mundo cinematográfico. O Fina Ironia é diferente em seus comentários, e com poucas palavras consegue traduzir de forma contundente e especial tudo o que o autor sentiu quando assistiu o filme.

3. Kamila (Cinéfila Por Natureza)

A lady mais importante entre as ladies do mundo dos blogs de cinema. Conheço a Kamila faz relativamente pouco tempo, mas já se tornou alguém muito especial. Ela tem um enorme conhecimento sobre cinema, e isso fica evidente quando visitamos o Cinéfila Por Natureza. Seus textos são ótimos e sinceros, analisando sempre de forma interessante os pontos do filme em questão. Vale lembrar que seu excelente gosto não se restringe apenas ao mundo cinematográfico, mas ao literário também.

4. Vinícius (Blog do Vinícius)

Vinícius foi um dos meus primeiros visitantes logo que entrei no grupo dos blogueiros, e sua hospitalidade foi preciosa. O Blog do Vinícius é o mais atualizado da rede, e com certeza um dos mais informativos. Vinícius é um grande amigo que sempre está cooperando com os demais blogs e sua presença é fundamental para o círculo de amizades que se formou entre os cinéfilos.

5. Alex (Cine Resenhas)

Alex foi quem me trouxe para o mundo dos blogueiros, logo quando inicei minha “carreira”. Por mais que nossa compatibilidade de gostos não seja tão grande, sempre temos ótimas conversas e dividimos nossa opinião de forma pacífica. O Cine Resenhas traz a opinião de Alex de forma clara e incisiva, trazendo uma enorme variedade de filmes. Amigo de longa data e indispensável.

6. Pedro (Tudo é Crítica)

Cronologicamente falando é meu amigo há séculos. Cinematograficamente, há pouco. Divide comigo certa rigidez perante aos filmes que assiste, uma característica que nos identifica. Uma palavra que define o Pedro é “dedicado” – sempre cooperando com os outros blogs e procurando ampliar o seu conhecimento de cinema. O Tudo é Crítica se diferencia por trazer críticas variadas, de filmes de diversas épocas e estilos, além de excelentes textos sobre assuntos variados.

7. Weiner (A Grande Arte)

Como ele mesmo disse na descrição do Meme dele, nossas opiniões são sempre muito parecidas. Identifico-me bastante com o estilo de escrever do Weiner e a cada visita ao seu blog, A Grande Arte, sinto que estou lendo um texto praticamente que de minha autoria. Só fui entrar em contato com o trabalho dele a pouco tempo, mas desde já seu blog já está dentre os meus favoritos. E com todos os méritos.

8. Rodrigo (Twentysomething)

Rodrigo é um de meus visitantes mais ativos, sempre com excelentes pontos de vista. Sempre bem humorado, é dono do Twentysomething, blog que conquista por não falar apenas de cinema, trabalhando também algumas atrações televisivas. Talvez seja o endereço que melhor mistura variedade de assuntos com grande qualidade de informação. Tudo graças ao talento de Rodrigo para expressar sua opinião com as palavras.

9. Gustavo (Império Cinéfilo II)

Outro blog que exprime suas opiniões de formas objetivas e interessantes. O Império Cinéfilo é comandado de forma excelente pelo Gustavo, que sempre produz ótimos textos.

10. Otávio (Hollywoodiano)

Blog que também prima pela variedade de assuntos e pela qualidade de seus textos. O Otávio sempre mantém o Hollywoodiano atualizado, instigando a leitura de seus visitantes.

Globo de Ouro

atonement.jpg

Melhor Filme Dramático

Desejo e Reparação

Minha aposta: Desejo e Reparação

Certamente um prêmio bem previsível, apesar da grande incerteza por causa dos sete indicados na categoria. Pra quê tantos se venceu o mais óbvio? Ao mesmo tempo em que gostei da vitória de Desejo e Reparação, odie. Adorei pelo fato de que o filme merece mesmo o título e odiei porque faz três anos que o filme que vence o Globo de Filme Dramático perde o Oscar principal (caso de O Aviador, O Segredo de Brokeback Mountain e Babel). Estranhamente, não consigo ver outro vencedor na categoria principal da Academia além de ”Desejo”, nem mesmo Onde Os Fracos Não Têm Vez, que parece ser cult e que já está cantando vitória cedo demais.

sweeney.jpg

Melhor Filme Comédia/Musical

Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet

Minha aposta: Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet

Alguém se surpreendeu com essa premiação? Eu, que gostei muito da seleção (principalmente por incluir o meu queridinho Hairspray – Em Busca da Fama) não fiquei nem um pouco desapontado com a vitória do filme de Tim Burton, que andava muito apagado nas premiações e parecia não ter forças para o Oscar. Agora, com essa importanta vitória em seu currículo, o gótico musical vai cheio de moral para as outras premiações. E Jogos do Poder, hein?! Decepcionou total! Nem aqui venceu. Pode dar adeus às outras premiações.

schnabel.jpg

Melhor Diretor

Julian Schnabel, por O Escafrando e a Borboleta

Minha aposta: Ridley Scott, por O Gângster

Foi o prêmio que mais me surpreendeu. Eu esperava a consagração de Tim Burton e, principalmente, de Ridley Scott. Com esse prêmio, O Escafrando e a Borboleta ganha ainda mais forças para BAFTA e Oscar. Se o prêmio foi merecido, não sei dizer. Não foi uma surpresa que me agrado, como só vi um candidato entre os concorrentes (Joe Wright, igualmente merecedor), deixarei a minha opinião sobre a vitória de Schnabel em aberto.

marion.jpg

Melhor Atriz Comédia/Musical

Marion Cotillard, por Piaf – Um Hino Ao Amor

Minha aposta: Marion Cotillard, por Piaf – Um Hino Ao Amor

Ainda que uma vitória injusta sob as outras concorrentes (elas sim, verdadeiras “comédia/musical”), Marion mereceu incontestavelmente. Foi quem eu mais senti falta de ver subindo no palco e recebendo o prêmio, nessa boba ausência da festa – é, eu não apóio a greve dos roteiristas. Mesmo ela tendo contra ela o fato de que é uma estrangeira, acredito cada vez mais que ela ganhá o Oscar (mesmo com a Julie Chirstie no caminho, que já tem uma estatueta em casa), até porque a Academia anda premiando há um bom tempo os atores que encarnam pessoas reais. E, sem sombra de dúvida, ela merece, pois estava assustadoramente perfeita em Piaf – Um Hino Ao Amor.

depp.jpg

Melhor Ator Comédia/Musical

Johnny Depp, por Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet

Minha aposta: Johnny Depp, por Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet

Nossa, eu fiquei imensamente contente com esse prêmio. Foi ótimo ver Johnny Depp ganhando um prêmio de alto nível. Ver ganhando não né, porque perdemos essa oportunidade. Mesmo sem ter visto o seu trabalho, creio que ele era o vencedor mais óbvio da lista e também o mais merecedor. Concorrendo com tantos veteranos na corrida ao Oscar (Denzel Washington, Daniel Day-Lewis, etc), será também a vez dele de conseguir o prêmio máximo do cinema que tanto merece? Olha, começo a acreditar que sim.

christie.jpg

Melhor Atriz Dramática

Julie Christie, por Longe Dela

Minha aposta: Julie Christie, por Longe Dela

Outro prêmio mais do que previsível e que dá total sinal verde para que Julie Christie chegue ao Oscar. Levando-se em conta o favorecimento de seu papel (a Academia adora papéis de velhinhos doentes), Christie com certeza chegará lá, ainda que pouco seja falado de seu filme, que ainda nem tem data marcada para chegar aqui no Brasil. Também era óbvia essa premiação na medida em que as outras concorrentes não estavam em filmes e atuações tão elogiadas quanto a dela, sem contar as produções fracassadas de Valente e Elizabeth – A Era de Ouro.

daniel.jpg

Melhor Ator Dramático

Daniel Day-Lewis, por Sangue Negro

Minha aposta: George Clooney, por Conduta de Risco

Por mais que eu não tenha acertado o vencedor na minha aposta principal nem no meu alternativo (Denzel Washington, por O Gângster), não fiquei nem um pouco surpreso com a vitória de Daniel Day-Lewis, que é óbvia até. Eu só não levava muita fé nele porque o filme não foi muito bem recepcionado ultimamente pelas premiações. Day-Lewis não deve levar o Oscar, porque já tem a estatueta em casa, mas certamente será indicado, pois sem dúvida alguma é um ator muito competente que parece arrasar em Sangue Negro, de um diretor igualmente ótimo.

cate-blanchett.jpg

Melhor Atriz Coadjuvante

Cate Blanchett, por Não Estou Lá

Minha aposta: Amy Ryan, por Medo da Verdade

Cate Blanchett? Sério? Claro que a atuação dela foi muito comentada e incrivelmente elogiada, mas não pensei que ela fosse passar da indicação, principalmente em um prêmio tão importante como o Globo de Ouro. Depois que acabei me lembrando que o Globo não havia premiado a atriz por O Aviador, então aqui deve ter um certo pedido de desculpas misturado com possível merecimento. Talvez tenha sido loucura minha apostar na Amy Ryan (que agora parece ter que dar adeus aos próximos decisivos prêmios), mas eu achava que ela tinha grandes chances.

javier.jpg

Melhor Ator Coadjuvante

Javier Bardem, por Onde Os Fracos Não Têm Vez

Minha aposta: Casey Affleck, por O Assassinato de Jesse James

Eu não quis apostar na vitória óbvia do Javier Bardem e acabei errando. Provavelmente ele esteja caminhando para um Oscar. Se depender do trailer de Onde Os Fracos Não Têm Vez, teremos uma atuação perturbadora e marcante. Uma categoria sem surpresas e pra lá de previsível.

***sem comentários de categorias técnicas***

Ous outros vencedores com minhas respectivas apostas:

Melhor Canção Original: ”Guaranteed” (Na Natureza Selvagem), minha aposta: ”That’s How You Know” (Encantada)

Melhor Roteiro: “Onde Os Fracos Não Têm Vez”, minha aposta: ”Desejo e Reparação”

Melhor Trilha Sonora: ”Desejo e Reparação”, minha aposta: ”Desejo e Reparação

Melhor Animação: ”Ratatouille”, minha aposta: ”Ratatouille”

%d blogueiros gostam disto: