Mamma Mia!

Direção: Phyllida Lloyd

Elenco: Meryl Streep, Amanda Seyfried, Pierce Brosnan, Christine Baranski, Julie Walters, Colin Firth, Stellan Skarsgard, Dominic Cooper

EUA, 2008, Musical, 95 minutos, Livre.

Sinopse: Na ilha grega de Kalokairi, a menina Sophie (Amanda Seyfried) está prestes a se casar quando resolve enviar três convites da cerimônia para três homens – Sam Carmichael (Pierce Brosnan), Bill Anderson (Stellan Skarsgard) e Harry Bright (Colin Firth) –, acreditando que um deles é seu pai. De diferentes partes do mundo, os três resolvem voltar à ilha. Quando chegam, a mãe de Sophie, Donna (Meryl Streep), se surpreende ao ficar cara-a-cara com os ex-namorados que nunca conseguiu esquecer. E, enquanto eles inventam desculpas por estar ali, ela se pergunta qual deles é, realmente, o pai de Sophie.

Muito se fala sobre a expansão dos musicais no mundo cinematográfico, devido ao inúmero sucesso deles nos últimos tempos, mas é fato que até hoje não é um gênero que se consolidou e que muito menos garante sucesso. Todavia, não podemos negar que esses filmes têm os seus fãs garantidos, e Mamma Mia! vem aos cinemas não só com o público dos musicais garantido reconhecimento ao longa, mas também com os fãs do ABBA. Ambos encontram no tom bastante teatral adotado pela direção de Phyllida Lloyd uma sensação de improviso e espontaneidade que só faz bem ao filme. Assim como o já citado longa de Adam Shankman, Mamma Mia! não tem particularidades que saltem aos olhos como muitos dos musicais marcantes de diferentes gerações, mas é justamente com a sua simplicidade que ele irradia.

Minha maior preocupação era que as músicas ficassem desconexas com o filme. Realmente, algumas delas ficam um pouco avulsas e perdidas, como é o caso de Voulez-Vous, Souper Trouper e Gimme! Gimme! Gimme!. Contudo, é fácil perdoar esses deslizes quando vemos Meryl Streep entoando a canção-tema e The Winner Takes It All (a parte mais emocionante). É esse lado musical de Mamma Mia! que define se o espectador vai gostar ou não do resultado – o longa é inteiramente musicalizado e são poucos os minutos sem algum número. Inseridas em praticamente todas as situações, as canções podem ser o ponto alto assim como também podem atrapalhar. Depende de como você curte o gênero.

Como sempre, fui conquistado pelo elenco. A escolha da jovem Amanda Seyfried para ser a noiva é um acerto, assim como Christine Baranski é divertidíssima em cena. Porém, como era de se esperar, é Meryl Streep quem rouba a cena. Não por suas tiradinhas engraçadas que eram constantemente realçadas em todos os trailers, mas pela sua impressionante vitalidade. Prestes a completar sessenta anos de idade (!), ela mostra um vigor assustador em momentos que exigem total empenho vocal, como no momento de The Winner Takes It All. Cena essa, em que Meryl gravou em uma única tomada, sem qualquer interrupção. É a verdadeira estrela do musical.

Por outro lado, Mamma Mia! carece de um roteiro mais interessante e de conflitos consistentes, defeitos esses que são compensados por todas as qualidades citadas nesse texto. Não chega a ser um espetáculo de primeira classe, culpa em parte do fato de Phyllida Lloyd ser uma profissional dos palcos e não ter carreira no cinema, o que limita suas escolhas criativas na telona. Entretanto, duvido que alguém não saia do cinema com um sorriso querendo ouvir logo as canções do longa novamente. Inofensivamente Mamma Mia! faz rir, além de contagiar com um elenco que, aqui ou ali desafine, parece, assim como boa parte do público, se divertir à beça.

FILME: 8.0

35

15 comentários em “Mamma Mia!

  1. Pingback: Simplesmente Complicado « Cinema e Argumento

  2. MERYL STREEP E ABBA = TUDOOO
    NOSSA COMBINAÇÃO PERFEEEEITAAAAAAAAA!!!!!!!
    AMEEI O FIILME;;;D
    ( E tem o Pierce Brosnan tmb q é um galã convicto e antiguinho, mas continua liindo neeh)
    Simplesmente perfeito MAMMA MIA!

    “YOU CAN DANCE , YOU CAN JIVE”

    !!!!!!!!!
    D+++

  3. Wally, o filme vai agradar bastante quem gosta de musical e esse parece ser o seu caso.

    Hypado, principalmente Meryl!

    Louis, eu ia esperar pra ver o filme no cinema. Mas depois da burrada de adiarem o filme só pra setembro, não me aguentei e fiz o download do longa hahaha.

    Vinícius, é por causa da nostalgia das canções que “Mamma Mia!” tem grande charme.

    Kamila, “Mamma Mia!” é mais uma experiência musical do que cinematográfica, já que os elementos de cinema ficam aquém do esperado. Tendo isso em mente, o longa funciona bastante.

    Marcel, eu assisti o filme conhecendo pouco de ABBA e gostei do resultado.

    Sérgio, acho que pra quem não gosta de musicais, “Mamma Mia!” não é uma boa pedida.

    Pedro, já te falei minha opinião sobre a Meryl hahaha.

    Hugo, tente evitar o filme então :P

    Taty, pra quem tem curiosidade pela produção, o filme é excelente.

  4. Já viu? O filme parece ser bom.

    Não me chame de tarado, mas eu ainda acho a Meryl Streep uma mulher bonita. Quero muito ver esse filme.

  5. Não estava tão animado para assistir, a não ser pela Meryl, não conheço muito de ABBA nem sou fã de musicais, mas seu texto agora deu uma animada pra ver.

  6. Tenho plena consciência de que irei assistir a este filme sabendo que “Mamma Mia” é uma diversão descompromissada. Quero mais assistir ao musical porque adoro o gênero, gosto das músicas do Abba e adoro o elenco. Tinha lido algumas críticas desanimadoras, mas gostei de ver – pelo seu texto – que o filme cumpre seu papel.

    Bom final de semana!

  7. Que bom que você aprovou o resultado, parece que a crítica no geral não gostou muito. Bem, conheço todas essas canções (passei a infância escutando esse tipo de música), logo somente por esse motivo já estou ansioso – sem falar no ótimo elenco, incluindo a maravilhosa Meryl Streep. Abraço!

  8. Matheus, eu quero MUITO assistir a esse filme! Gosto do musical e Meryl cantando é sempre um prazer. Estou pensando em pedir pro Paul Torrent, já que a estreia foi adiada aqui no Brasil… Ou então vejo em Londres!

  9. Seu texto me animou bastante para o filme. E quem duvida de Meryl merece um grande tapa na cara. Eu, que já sou fã das músicas de longa data, estou ansioso.

    Ciao!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: