Ted

Direção: Seth MacFarlane

Roteiro: Seth MacFarlane, Alec Sulkin e Wellesley Wild

Elenco: Mark Wahlberg, Mila Kunis, Seth MacFarlane (voz), Giovanni Ribisi, Joel McHale, Matt Walsh, Jessica Barth, Norah Jones, Tom Skerritt, Bretton Manley

Sinopse: É Natal e o pequeno John tem apenas um pedido a fazer ao Papai Noel: que seu ursinho de pelúcia, Ted, ganhe vida. O garoto fica surpreso ao perceber que seu pedido foi atendido e logo eles se tornam grandes amigos. John e Ted crescem juntos e o urso de pelúcia se torna bastante mal humorado com a idade. Já adulto, John (Mark Wahlberg) precisa decidir entre manter a amizade de infância ou o namoro com Lori Collins (Mila Kunis). (Adoro Cinema)

O drama é universal, a comédia é particular. Depois de conferir Ted, tal afirmação nunca me pareceu tão verdadeira. Chegando ao Brasil com a aprovação dos estadunidenses, essa comédia deu tão certo lá fora que seu diretor, Seth MacFarlane (criador da série Family Guy e aqui investindo em seu primeiro longa), foi convidado para ser o apresentador do Oscar 2013. E, a julgar pelo resultado de seu debut na tela grande, a próxima cerimônia do Oscar tem o que temer… Afinal, vai entender o porquê de terem se divertido tanto com esse filme batido, convencional, apelativo e, dizem, “politicamente incorreto”.

Mas, afinal, o que significa ser “politicamente incorreto”? Colocar um ursinho de pelúcia falando palavrões frente às câmeras? Ou melhor, fazê-lo se drogar a todo momento? Não. Nesse sentido, Ted é, para o meu humor, um besteirol estadunidense mesmo, com direito a piadas de flatulência, sexo, vômito, agressões físicas e afins. E é até estranho ver Adam Sandler criticado no longa se, justamente, Ted traz o que existe de pior nessas comédias grosseiras que fazem grande sucesso de bilheteria. A verdade é que o filme de Seth MacFarlane é exatamente isso: humor besta mascarado de “politicamente incorreto”.

Desprovido de uma narrativa decente, Ted, tirando as piadas, é a velha história do homem que não cresceu e ainda se comporta como adolescente. Influenciado por um amigo igualmente imaturo – no caso, o urso – ele coloca seu romance a perder em função dessa vida sem rumo. Ou seja, nem tentando deixar as piadas de lado para trabalhar uma história o filme consegue entusiasmar. É tudo muito preguiçoso, onde dá até pena, por exemplo, ver uma atriz como Mila Kunis tão deslocada e impossibilitada de demonstrar vigor com sua personagem tão normal se comparada aos abobados que a cercam.

É difícil simpatizar com o protagonista (especialmente quando Mark Wahlberg está com a mesma expressão de nada) e o tal urso. Sem falar que, no meio de uma ou duas (raras) piadas, o filme falha até mesmo em dar alguma personalidade a eles. Para um filme que chegou ao Brasil com tanto fôlego, Ted fica devendo em todos os aspectos. É uma verdadeira enganação, que em nada se difere de tantas comédias ruins que chegam aos nossos cinema. Não vejo muita diferença entre Ted e, usando um exemplo mais recente do gênero, o igualmente péssimo Brüno. Comédia é mesmo algo particular. Ou, de certo, eu não entendi a piada…

FILME: 4.0

3 comentários em “Ted

  1. Clóvis, dei uma ou duas risadas com o filme… E, como você pode ver pelo meu texto, já considero “Ted” como um forte candidato para a minha lista de piores do ano.

    Aline, pois é! Não entendo o porquê da maioria ter aprovado esse filme. É um completo besteirol estadunidense!

  2. Até que enfim Matheus alguém que ousa falar diferente da maioria. Genial sua crítica e coragem!
    O filme não passa de um besteirol americano. Me chateia ver filmes assim ter uma bilheteria tão grande.

  3. Esse filme me dividiu bastante. Criticamente o filme é isso mesmo: previsível, clichê e apelativo. Mas emocionalmente sou obrigado a dizer que me diverti com “Ted”. A história não é nada inovadora e em certos momentos o filme é baixo mesmo, mas acho que o longa funciona como um entretenimento descompromissado. Fica como guilty pleasure. E o Mark Walhberg já esteve pior…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: