Qual a sua trilha?

Já disse que o ano de 2010 é das coadjuvantes, mas o número de trilhas notáveis também foi significativo. Nesse post, destaco aquelas que mais me marcaram. E antes que alguém me acuse de esquecido, já aviso de antemão que não considero a trilha de Hans Zimmer para A Origem uma das melhores do ano. Como já havia comentando em um post especial sobre a trilha, as composições me parecem reciclagem de outras trilhas do compositor alemão. Mesmo que funcione muito bem com o filme, não chegou a me surpreender.

Em 2010, tivemos duas trilhas do francês Alexandre Desplat. A primeira é a maravilhosa Chéri e a segunda é a de O Escritor Fantasma. E se Hans Zimmer não me conquistou com A Origem, ele conseguiu agradar a todos com seu ótimo trabalho para o monótono Sherlock Holmes. Karen O. and the Kids criaram um dos álbuns mais adoráveis do ano com Onde Vivem os Monstros. Existiram, também, surpresas extraordinárias. A primeira foi  a do polonês Abel Korzeniowski, com uma trilha espetacular para o igualmente espetacular Direito de Amar.

Clint Mansell também chegou surpreendendo em Lunar, um pequeno grande filme que foi pouco reconhecido. J. Ralph realizou algo totalmente diferente e inovador para um documentário nas suas composições para A Enseada. Por fim, a dupla Nick Cave e Warren Ellis (ótimos desde O Assassinato de Jesse James Pelo Covarde Robert Ford) realizaram uma trilha de suspense com alta melancolia em A Estrada. 2010, portanto, foi um ano significativo para o setor musical.

E para você? Qual a sua trilha favorita do ano até agora?

10 comentários em “Qual a sua trilha?

  1. Sebo, realmente, a trilha de “Direito de Amar” chega a ser um personagem do filme de tão marcante que é…

    Brenno, não estou pasmo. Mesmo que não fique entre as minhas favoritas do ano, a trilha de “Lula – O Filho do Brasil”, é ótima!

    Mateus, acho bem mais justo com o público leitor de blogs classificar os filmes lançados comercialmente no Brasil. Existem certos filmes que nem chegam por aqui e, portanto, tem gente que nunca vai conseguir assistir porque não foi lançado no Brasil. Não são todos que usam a internet para baixar filmes… E quanto a trilha de “A Origem”, reconheço a originalidade e acho que o álbum tem duas faixas maravilhosas (“Time” e “Dream is Collapsing”). Mas, no geral, a sonoridade parece reciclagem de outros trabalhos de Hans Zimmer. Funciona com o filme, é verdade. Só não gosto tanto quando ouço separadamente. E estou sempre comentando trilhas aqui no blog, tendo Philip Glass como grande mestre!

    Leandro, perfeita mesmo!

    Kamila, concordo. A trilha de “Direito de Amar” é impecável.

    Elton, não gostei muito da trilha de “Toy Story 3”, mas acho que é porque não sou fã dos trabalhos de Randy Newman…

    Carol, não sou tão fã do filme, mas reconhecer a trilha sonora dele é essencial.

    Cleber, nem comento mais o esquecimento dessa trilha no Oscar. É o absurdo dos absurdos!

    Andinhu, lembro que no final do filme fiquei emocionado exatamente por causa da trilha…

  2. Não vi A Single Man ainda, mas a trilha de Onde Vivem os Monstro é a coisa mais linda, o filme tbm hehhehe. A trilha é tocada durante quase todo o filme, mas é na cena final que é quase impossível de segurar as lágrimas.

  3. A melhor trilha sonora do ano, na minha opinião foi a Karen O. and the Kids para Onde Vivem os Monstros, filme igualmente lindo e entre os melhores de 2010.

  4. Olá, Mateus.
    Bela seleção que tu fez no blog.

    Fico feliz que não tenha se esquecido da trilha que Zimmer fez para “Sherlock Holmes”, acho ela extremamente subestimada, visto que é um dos grandes méritos daquele filme. Entretanto, ainda não fechei, mas a trilha sonora de “Toy Story 3” é belíssima e emocionante, tais quais “A Origem” e “Direito de Amar”.

    Decidir entre elas no final do ano será uma tarefa terrivelmente dolorosa rs.

    abs!

  5. Boa pergunta, Matheus. Dos filmes que eu vi, em 2010, a minha trilha favorita, disparada, é a de “Direito de Amar”.

  6. Eu adoro a trilha sonora de The Ghost Writer,Onde Vivem os Monstros e Sherlock Holmes,mas a trilha sonora de A Single Man como já disseram acima é um outro personagem,perfeição.
    Abraços

  7. Olha, não gosto de considerar, em qualquer lista que se faça, “os filmes que estrearam comercialmente no Brasil em tal ano”, mas sim os filmes originalmente lançados em tal ano. Acho mais coerente e justo. Das trilhas do ano passado, é inegável o poder da de Korzeniowski, mas também foi uma surpresa arrebatadora a de A ENSEADA. Já esse ano, sim, eu adoro a de A ORIGEM. Para mim, ela pode, sim, à primeira vista, lembrar algumas trilhas antigas do diretor, que usa bastante da sintetização eletrônica em suas composições. Mas na verdade ela é de uma criatividade inegável — basta observar, por exemplo, que um dos momentos mais emblemáticos da música desse filme foi justamente criado a partir da “batida super-desacelerada” da canção “Non, je ne regrette rien”. Também gosto bastante da trilha de O ESCRITOR FANTASMA, e Desplat ainda entrega outro grande trabalho no novo HARRY POTTER. Mas devo admitir que talvez minha favorita esse ano seja a excepcional trilha de COMO TREINAR O SEU DRAGÃO. Aliás, espero que finalmente reconheçam John Powell, que também compôs a música (ótima!) de ENCONTRO EXPLOSIVO, a (razoável) de ZONA VERDE e a de FAIR GAME em 2010.
    Fiz há algum tempo no meu blog um post comentando algumas composições interessantes dos filmes lançados até aquele momento (mas infelizmente não tinha conferido a de O ESCRITOR FANTASMA, por puro esquecimento mesmo, e que, claro, entraria na lista): http://observatoriodocinema.blogspot.com/2010/07/amizade-proibida-e-outras-composicoes.html

    Gosto bastante de ver outros cinéfilos comentando trilhas sonoras, já que também sou (muito) apaixonado por elas. E também sou grande admirador de Philip Glass, claro. ;)

  8. em minha opinião, a melhor trilha é de “A Single Man”. Ela se torna uma coadjuvante junto do filme. Belíssima!

    abs,
    sebosaukerl.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: