Cinema e Argumento

Extremamente interessante, incrivelmente promissor

Stephen Daldry é um sujeito que alcançou um nível raro. Ele recebeu indicação ao Oscar de diretor por todos os filmes que fez. E esse feito se torna ainda mais notável porque estamos falando de um diretor de origem teatral que conseguiu vencer no cinema. O britânico tem a habilidade de diferenciar as linguagens e seus filmes não têm traços teatrais que possam ser criticados – ao contrário do debut de John Patrick Shanley, em Dúvida. Daldry tem, no mínimo, uma obra-prima em seu currículo: As Horas, que é um dos melhores filmes das últimas décadas.

Mais do que isso, Daldry, como era de se esperar de um diretor teatral, sempre faz um trabalho magnífico com seus atores – todos os filmes dele pelo menos indicaram uma atriz: Julie Walters concorreu como coadjuvante, ao passo que Nicole Kidman e Kate Winslet foram consagradas com o prêmio da Academia. Ou seja, Daldry é completo – e é heresia criticá-lo por ter “roubado” as indicações ao Oscar de Batman – O Cavaleiro das Trevas. Heresia porque o filme de Nolan sequer concorreu nas categorias principais dos grandes prêmios, enquanto O Leitor era nomeado em praticamente todos.

Nenhum exagero, então, esperar ansiosamente pelo próximo trabalho do diretor. Afinal, Daldry conseguirá manter sua trajetória de 100% de aproveitamento? É bem provável que sim, principalmente depois que o trailer de Extremely Loud & Incredibly Close foi divulgado. Com um excelente grupo de atores que traz Tom Hanks, Sandra Bullock (com um papel que pode mostrar como seu Oscar por Um Sonho Possível foi prematuro e injusto), Viola Davis, John Goodman, Jeffrey Wright, Max Von Sydow e o jovem Thomas Horn, o filme tem estreia marcada para dezembro nos Estados Unidos.

O novo trabalho de Daldry é baseado no livro de mesmo nome do autor Jonathan Safran Foer e conta a história de um garoto de nove anos de idade (Horn) que sai por Nova York em busca de um cofre, cuja chave foi deixada por seu pai, que morreu no 11 de setembro. Nessa jornada, ele conhece diversas histórias, ouve a experiência de pessoas estranhas e tenta procurar algum tipo de paz após a perda de seu pai. A julgar por esse maravilhoso trailer, estamos diante de um filme extremamente interessante.

Já foi dito por aí que a prévia parece uma manjada mensagem norte-americana de esperança. Não vejo dessa maneira. O que podemos perceber no trailer de Extremely Loud & Incredibly Close é que o filme utilizará sim dramas do país, mas que contará uma história focada em descobertas e relacionamentos. Fica, agora, a expectativa por esse mais novo longa do diretor, que entregou uma das prévias mais eficientes até o momento para a award season. Muito promissor.

A dama de ferro está chegando!

E eis o primeiro teaser de A Dama de Ferro, dirigido por Phyllida Lloyd.

Meryl Streep em mais um papel forte…

Não é de se esperar uma caracterização e uma atuação impecável?

Só me deixou com ainda mais vontade de ver logo esse filme!

she is an alien.

E vai perder pra Sandra Bullock?

Só o que me faltava.

“Bonjour” nela!

Aposto em Meryl até o fim.

ps: e que vídeo lindo, né?! Dá vontade de ver todos os filmes dela de novo…

As vozes de Streep

Com o lançamento de Julie & Julia se aproximando, temos em vista mais uma representação de Meryl Streep reproduzindo algum sotaque. Esse vídeo mostra todas as “vozes” que Meryl Streep já usou em sua carreira. Qual o seu sotaque favorito da atriz?

E atualizando… Trailer de “It’s Complicated”, novo filme da Meryl.

A gripe AH1N1 chegou aos sets de Brothers&Sisters. Um membro da equipe (que não foi identificado) contraiu a doença e as filmagens foram interrompidas para minimizar o risco de contágio. Sally Field foi quem solicitou a a suspensão do trabalho, preocupada principalmente com a colega Rachel Griffiths, que tem um filho recém-nascido.

O poeta que venceu o Oscar

Vasculhando alguns vídeos pela internet, fui encontrar o curta-metragem de animação The Danish Poet. Tive a oportunidade de conferir esse curta alguns anos atrás, no festival de Gramado e adorei o resultado. O curta venceu o Oscar na sua respectiva categoria. Fica aí, então, minha dica para vocês: The Danish Poet, um curta animado simplesmente adorável!

priscila.nica@hotmail.com
%d blogueiros gostam disto: