Cinema e Argumento

Os indicados ao Oscar 2023

eeaaoscar

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo, inclusive no Oscar. Academia concede 11 indicações ao filme da dupla Daniel Kwan e Daniel Scheinert, tornando-o filme mais lembrado da 95ª edição.

De bate-pronto, abaixo deixo registradas algumas (várias) impressões sobre os indicados ao Oscar 2023. Os vencedores serão conhecidos no dia 12 de março.

– Muito feliz com a liderança de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo. Quando assisti pela primeira vez, em junho do ano passado, jamais imaginei que a Academia compraria esse liquidificador de gêneros e ideias;

– Curti também a boa recepção para o alemão Nada de Novo no Front, que rejeita a glamourização da guerra e coloca o espectador no meio de um grande pesadelo nas trincheiras;

– Não reclamo da rejeição ao sul-coreano Decisão de Partir porque não me conectei com o filme em nenhum momento – assim como já tinha acontecido com A Criada, o trabalho anterior do diretor Park Chan-Wook;

– Manifesto minha decepção, no entanto, com o fato da Academia ter dado ao Pinóquio de Guillermo Del Toro somente a indicação em melhor animação. Dá a impressão de que um filme desse gênero só se habilita para outras categorias quando se encaixa na caixinha Disney/Pixar;

– Já estava quase escorrendo uma lágrima por Aftersun estar passando em branco quando anunciaram Paul Mescal em melhor ator. Merecia muito mais, mas, pelo menos, o belo filme de Charlotte Wells está muito bem representado com essa delicada performance;

– Quem também merecia bem mais é Entre Mulheres, da Sarah Polley, que, apesar da indicação a melhor filme e roteiro, deveria ter emplacado, no mínimo, indicações para duas ou três atrizes do elenco;

– Quero o que os membros da Academia beberam quando resolveram indicar Top Gun: Maverick em melhor roteiro adaptado. Mesmo em um ano fraco, é uma indicação completamente sem sentido e absurda;

– Temos apenas um concorrente não-europeu na categoria de melhor filme internacional: o ótimo Argentina, 1985. Fico feliz com uma possível vitória do longa, mas confesso que meu coração fica com o belga Close;

– Triste por ver mais uma vez o Paul Dano ignorado, dessa vez por Os Fabelmans, especialmente quando o Judd Hirsch concorre pelo mesmo filme por uma aparição mínima. Dano já merecia indicação desde os tempos de Pequena Miss Sunshine e Sangue Negro;

– Era para ser o ano em que a Academia indicaria duas atrizes negras na categoria de protagonista: Viola Davis (A Mulher Rei) e Danielle Deadwyller (Till). Ambas ficaram de fora;

– 16 dos 20 atores indicados esse ano estão pela primeira vez concorrendo ao Oscar. Renovação das boas, e sem enxurrada de cinebiografias. Amém!;

– Meu desafeto da temporada é Tár, que provavelmente dará um terceiro Oscar para a Cate Blanchett. Achei o filme interminável, desinteressante e até datado em suas discussões;

– Andrea Riseborough surgiu de última hora na categoria de melhor atriz devido a uma ampla campanha de outros atores nas redes sociais por sua performance em To Leslie. Dizem que isso vai mudar drasticamente a forma como as campanhas são direcionadas, mas campanha por redes sociais me lembram Donald Trump e Jair Bolsonaro, então prefiro não me entusiasmar.

– Por fim, acho que é a primeira vez que acompanho o anúncio dos indicados ao Oscar já tendo conferido todos os indicados a melhor filme. É uma seleção equilibrada e que, ao meu ver, tem filme para todos os gostos. E o mais importante: nenhum constrangimento. Pelo menos pra mim, claro.

Confira abaixo os indicados:

MELHOR FILME
Avatar: O Caminho da Água
Os Banshees de Inisherin
Elvis
Entre Mulheres
Os Fabelmans
Nada de Novo no Front
Tár
Top Gun: Maverick
Triângulo da Tristeza
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR DIREÇÃO
Daniel Kwan e Daniel Scheinert (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Martin McDonagh (Os Banshees de Inisherin)
Ruben Östlund (Triângulo da Tristeza)
Steven Spielberg (Os Fabelmans)
Todd Field (Tár)

MELHOR ATRIZ
Ana De Armas (Blonde)
Andrea Riseborough (To Leslie)
Cate Blanchett (Tár)
Michelle Yeoh (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Michelle Williams (Os Fabelmans)

MELHOR ATOR
Austin Butler (Elvis)
Bill Nighy (Living)
Brendan Fraser (A Baleia)
Colin Farrell (Os Banshees de Inisherin)
Paul Mescal (Aftersun)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Angela Bassett (Pantera Negra: Wakanda Para Sempre)
Hong Chau (A Baleia)
Jamie Lee Curtis (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Kerry Condon (Os Banshees de Inisherin)
Stephanie Hsu (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Barry Keoghan (Os Banshees de Inisherin)
Brendan Gleeson (Os Banshees de Inisherin)
Brian Tyree Henry (Passagem)
Judd Hirsch (Os Fabelmans)
Ke Huy Quan (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Os Banshees de Inisherin
Os Fabelmans
Tár
Triângulo da Tristeza

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Glass Onion: Um Mistério Knives Out
Entre Mulheres
Living
Nada de Novo no Front
Top Gun: Maverick

MELHOR FILME INTERNACIONAL
Argentina, 1985 (Argentina)
Close (Bélgica)
EO (Polônia)
Nada de Novo no Front (Alemanha)
The Quiet Girl (Irlanda)

MELHOR DOCUMENTÁRIO
All That Breathes
All the Beauty and the Bloodshed
A House Made of Splinters
Navalny
Vulcões: A Tragédia de Katia e Maurice Krafft

MELHOR ANIMAÇÃO
Gato de Botas 2: O Último Pedido
A Fera do Mar
Marcel the Shell With Shoes On

Pinóquio por Guillermo del Toro
Red: Crescer é uma Fera

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
Avatar: O Caminho da Água
Babilônia
Elvis
Os Fabelmans
Nada de Novo no Front

MELHOR FOTOGRAFIA
Bardo: Falsa Crônica de Algumas Verdades
Elvis
Império da Luz
Nada de Novo no Front
Tár

MELHOR FIGURINO
Babilônia
Elvis
Pantera Negra: Wakanda Para Sempre
Sra. Harris vai a Paris
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR MONTAGEM
Os Banshees de Inisherin
Elvis
Tár
Top Gun: Maverick
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR SOM
Avatar: O Caminho da Água
Batman
Elvis
Nada de Novo no Front
Top Gun: Maverick

MELHOR TRILHA SONORA
Babilônia
Os Banshees de Inisherin
Os Fabelmans
Nada de Novo no Front
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
“Applause” (Tell it Like a Woman)
“Hold My Hand” (Top Gun: Maverick)
“Lift Me Up” (Pantera Negra: Wakanda Para Sempre)
“Naatuu Naatu” (RRR: Revolta, Rebelião, Revolução)
“This is Life” (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADOS
A Baleia

Batman
Elvis
Nada de Novo no Front
Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Avatar: O Caminho da Água
Batman
Nada de Novo no Front
Pantera Negra: Wakanda Para Sempre
Top Gun: Maverick

MELHOR CURTA-METRAGEM
An Irish Goodbye
Ivalu
Night Ride
Le Pupille
The Red Suitcase

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO
The Boy, the Mole, the Fox and the Horse
The Flying Sailor
Ice Merchants
An Ostrich Told Me the World is Fake, and I Think I Believe It
My Year of Dicks

MELHOR CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO
O Efeito Martha Mitchell
The Elephant Whisperers
Haulout
How Do You Measure a Year?
Stranger at the Gate

Os indicados ao BAFTA 2023

wfront

O alemão Nada de Novo no Front se torna o filme mais indicado da história do BAFTA, empatado com O Tigre e o DragãoO Discurso do Rei, todos com 14 indicações.

A votação para escolher os indicados ao Oscar terminou antes de o BAFTA revelar sua lista, o que resulta em um cenário onde os britânicos têm pouca influência sobre a seleção a ser revelada pela Academia na próxima semana. Entretanto, há sinais muito interessantes entre os indicados ao BAFTA que podem servir para antecipar eventuais surpresas do Oscar. A liderança absoluta de Nada de Novo no Front com 14 indicações, por exemplo, indica que o filme alemão tem grandes chances de performar melhor do que esperado. As lembranças para Paul Mescal (Aftersun) em melhor ator e até mesmo para Gina-Prince-Brythewood (A Mulher Rei) na corrida essencialmente masculina de melhor direção também devem ser consideradas, especialmente porque são lembranças de “última hora” após sucessivos esquecimentos em outras premiações como o Globo de Ouro ou o Screen Actors Guild Awards.

Isoladamente, os britânicos parecem ter achado um bom equilíbrio no formato da votação após alguns anos patinando na metodologia, que hoje inclui parte da seleção feita por um júri e outra por todos os votantes. O resultado é uma lista muito boa que: a) traz um novo líder de indicações em uma temporada marcada pela alternância entre Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo TempoOs Banshees de Inisherin; b) faz a habitual celebração à prata da casa (Emma Thomspon em melhor atriz com Boa Sorte, Leo Grande, por exemplo); c) dispensa algumas tendências bem expressivas da temporada, como a presença de Top Gun: Maverick nas categorias principais; d) escapa do #BAFTASoWhite com uma mulher negra concorrendo em direção e duas em melhor atriz, além de Michael Ward (Império da Luz) em ator coadjuvante e Darryl McCormack (Boa Sorte, Leo Grande em melhor ator); e e) embaralha a disputa ao incluir Os Fabelmans somente na disputa de melhor roteiro original.

Uma última curiosidade é que, com 14 indicações, Nada de Novo no Front agora divide o posto de filme mais indicado da história do BAFTA com O Tigre e o DragãoO Discurso do Rei. Estranhamente, entre as nomeações possíveis para o longa de Edward Berger, a única que não aconteceu foi a de melhor ator para Felix Kammerer, impossibilitando, portanto, uma conquista histórica de 15 indicações. Resta saber agora quantas estatuetas Nada de Novo no Front conseguirá levar para casa. Os vencedores serão conhecidos no dia 19 de fevereiro.

MELHOR FILME
Os Banshees de Inisherin
Elvis
Nada de Novo no Front
Tár
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR DIRETOR
Daniel Kwan e Daniel Scheinert (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Edward Berger (Nada de Novo no Front)
Gina Prince-Bythewood (A Mulher Rei)
Martin McDonagh (Os Banshees of Inisherin)
Park Chan-wook (Decisão de Partir)
Todd Field (Tár)

MELHOR ATRIZ
Ana De Armas (Blonde)
Cate Blanchett (Tár)
Danielle Deadwyler (Till: A Busca por Justiça)
Emma Thompson (Boa Sorte, Leo Grande)
Michelle Yeoh (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Viola Davis (A Mulher Rei)

MELHOR ATOR
Austin Butler (Elvis)
Bill Nighy (Living)
Brendan Fraser (A Baleia)
Colin Farrell (Os Banshees de Inisherin)
Daryl McCormack (Boa Sorte, Leo Grande)
Paul Mescal (Aftersun)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Angela Bassett (Pantera Negra: Wakanda para Sempre)
Carey Mulligan (Ela Disse)
Dolly De Leon (Triângulo da Tristeza)
Hong Chau (A Baleia)
Jamie Lee Curtis (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Kerry Condon (Os Banshees de Inisherin)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Albrecht Schuch (Nada de Novo no Front)
Barry Keoghan (Os Banshees de Inisherin)
Brendan Gleeson (Os Banshees de Inisherin)
Eddie Redmayne (O Enfermeiro da Noite)
Ke Huy Quan (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Micheal Ward (Império da Luz)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Os Banshees de Inisherin
Os Fabelmans
Tár
Triângulo da Tristeza
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
A Baleia
Ela Disse
Living
Nada de Novo no Front
The Quiet Girl

MELHOR ANIMAÇÃO
Gato de Botas 2: O Último Pedido
Marcel the Shell with Shoes On
Pinóquio por Guillermo Del Toro
Red: Crescer é uma Fera

MELHOR DOCUMENTÁRIO
All That Breathes
All the Beauty and the Bloodshed
Moonage Daydream
Navalny
Vulcões: A Tragédia de Katia e Maurice Krafft

MELHOR FILME EM LÍNGUA NÃO-INGLESA
Argentina, 1985 (Argentina)
Corsage (Áustria)
Decisão de Partir (Coreia do Sul)
Nada de Novo no Front (Alemanha)
The Quiet Girl (Irlanda)

MELHOR FILME BRITÂNICO
Aftersun
Os Banshees de Inisherin
Boa Sorte, Leo Grande
Brian e Charles
Império da Luz
Living
O Milagre
As Nadadoras
Matilda: O Musical
Veja Como Eles Correm

MELHOR ELENCO
Aftersun
Elvis
Nada de Novo no Front
Triângulo da Tristeza
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR TRILHA SONORA
Babilônia
Os Banshees de Inisherin
Nada de Novo no Front
Pinóquio por Guillermo del Toro
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR FOTOGRAFIA
Batman
Elvis
Império da Luz
Nada de Novo no Front
Top Gun: Maverick

MELHOR EDIÇÃO
Os Banshees de Inisherin
Elvis
Nada de Novo no Front
Top Gun: Maverick – Eddie Hamilton
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
Babilônia
Batman
Elvis
Nada de Novo no Front
Pinóquio

MELHOR FIGURINO
Amsterdam
Babilônia
Elvis
Nada de Novo no Front
Sra. Harris Vai a Paris

MELHOR SOM
Avatar: O Caminho da Água
Elvis
Nada de Novo no Front
Tár
Top Gun: Maverick

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Avatar: O Caminho da Água
Batman
Nada de Novo no Front

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo
Top Gun: Maverick

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM
A Baleia
Batman
Elvis
Matilda: O Musical
Nada de Novo no Front

MELHOR ESTREIA DE ROTEIRISTA, DIRETOR OU PRODUTOR BRITÂNICO
Charlotte Wells (Aftersun)
Georgia Oakley e Hélène Sifre (Blue Jean)
Leo Grande Katy Brand (Boa Sorte, Leo Grande)
Maia Kenworthy (Rebellion)
Marie Lidén (Electric Malady)

MELHOR CURTA BRITÂNICO
The Ballad Of Olive Morris
Bazigaga
Bus Girl
A Drifting Up
An Irish Goodbye

MELHOR CURTA BRITÂNICO DE ANIMAÇÃO
O Menino, a Toupeira, a Raposa e o Cavalo
Middle Watch
Your Mountain is Waiting

EE RISING STAR
Aimee Lou Wood
Daryl Mccormack
Emma Mackey
Naomi Ackie
Sheila Atim

Os indicados ao Screen Actors Guild Awards 2023

bansheesag

Os Banshees de Inisherin lidera a lista de indicados do Screen Actors Guild Awards 2023 ao lado de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo. Vencedores serão conhecidos no dia 26 de fevereiro.

Se o Globo de Ouro não ampliou a diversidade de indicados aos prêmios deste ano, o Screen Actors Guild Awards fez o oposto com a sua lista revelada hoje (11). Como um todo, a liderança segue dividida entre Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo e  Os Banshees de Inisherin, mas há boas surpresas na lista, a exemplo das indicações de Danielle Deadwyller (melhor atriz por Till), Hong Chau (melhor atriz coadjuvante por The Whale), Adam Sandler (melhor ator por Arremessando Alto), Paul Dano (melhor ator coadjuvante por Os Fabelmans) e Stephanie Hsu (melhor atriz coadjuvante por Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo). A inclusão desses nomes demonstra o quanto é sempre muito bacana e instigante acompanhar premiações que não ficam restritas ao mero copia e cola ou à vontade de prever o Oscar a qualquer custo.  

Com a presença de novos indicados, caem vários outros, o que faz do SAG, especialmente neste ano, um importante termômetro. Talvez a ausência mais sentida seja a de Michelle Williams (Os Fabelmans) em melhor atriz. Brad Pitt (Babilônia), Jeremy Pope (The Inspection), Carey Mulligan (Ela Disse), Dolly de Leon (Triângulo da Tristeza) e Olivia Colman (Império da Luz) também saem enfraquecidos para o restante da temporada após ficarem de fora do SAG. Não há, entretanto, filme mais prejudicado que Entre Mulheres. Estrelado por Claire Foy, Jessie Buckley, Rooney Mara e Frances McDormand, o longa de Sarah Polley, antes considerado forte candidato para a categoria de melhor atriz, emplacou lembrança em melhor elenco, mas nenhuma menção individual para as suas atrizes após sucessivos banhos de água fria em outras premiações e associações.

Os vencedores serão conhecidos no dia 26 de fevereiro.

Confira abaixo a lista de indicados:

CINEMA

MELHOR ELENCO
Babilônia
Os Banshees de Inisherin
Entre Mulheres
Os Fabelmans
Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR ATRIZ
Ana de Armas (Blonde)
Cate Blanchett (Tár)
Danielle Deadwyler (Till)
Michelle Yeoh (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Viola Davis (A Mulher Rei)

MELHOR ATOR
Adam Sandler (Arremessando Alto)
Austin Butler (Elvis)
Bill Nighy (Living)
Brendan Fraser (The Whale)
Colin Farrell (Os Banshees de Inisherin)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Angela Bassett (Pantera Negra: Wakanda Para Sempre)
Hong Chau (The Whale)
Jamie-Lee Curtis (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Kerry Condon (Os Banshees de Inisherin)
Stephanie Hsu (Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Barry Keoghan (Os Banshees de Inisherin)
Brendan Gleeson (Os Banshees de Inisherin)
Eddie Redmayne (O Enfermeiro da Noite)
Ke Huy Quan (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Paul Dano (Os Fabelmans)

SÉRIES, MINISSÉRIES, ANTOLOGIAS E FILMES PARA TV

MELHOR ELENCO EM SÉRIE DE DRAMA
Better Call Saul
The Crown
Ozark
Ruptura
The White Lotus

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE DRAMA
Elizabeth Debicki (The Crown)
Jennifer Coolidge (The White Lotus)
Julia Garner (Ozark)
Laura Linney (Ozark)
Zendaya (Euphoria)

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE DRAMA
Adam Scott (Ruptura)
Bob Odenkirk (Better Call Saul)
Jason Bateman (Ozark)
Jeff Bridges (The Old Man)
Jonathan Banks (Better Call Saul)

MELHOR ELENCO EM SÉRIE DE COMÉDIA
Abbott Elementary
Barry
Hacks
Only Murders in the Building
O Urso

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA
Christina Applegate (Dead to Me)
Jean Smart (Hacks)
Jenna Ortega (Wandinha)
Quinta Brunson (Abbott Elementary)
Rachel Brosnahan (The Marvelous Mrs. Maisel)

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA
Anthony Carrigan (Barry)
Bill Hader (Barry)
Jeremy Allen White (O Urso)
Martin Short (Only Murders in the Building)
Steve Martin (Only Murders in the Building)

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU FILME FEITO PARA TV
Amanda Seyfried (The Dropout)
Emily Blunt (The English)
Jessica Chastain (George and Tammy)
Julia Garner (Inventando Anna)
Niecy Nash-Betts (Dahmer: Um Canibal Americano)

Os vencedores do Globo de Ouro 2023

yeohgoldenglobes

Assim como a seleção de indicados, a lista de vencedores do Globo de Ouro 2023 não fugiu muito do que já vimos até aqui na temporada de premiações. A exceção mais significativa entre as categorias de cinema foi a vitória de Angela Bassett em atriz coadjuvante por Pantera Negra: Wakanda Para Sempre, movimentando uma categoria que vem dando sinais de várias oscilações e promete ser a mais imprevisível da temporada se levarmos em conta somente os segmentos de interpretação. Ainda no tocante aos atores, Michelle Yeoh (foto à esquerda) e Ke Huy Quan foram os donos dos melhores discursos da noite por suas merecidas vitórias em melhor atriz de comédia e melhor ator coadjuvante por Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo. O filme de Daniel Kwan e Daniel Scheneirt acabou perdendo a estatueta de melhor filme de comédia/musical para Os Banshees de Inisherin, que venceu também nas categorias de melhor ator para Colin Farell e melhor roteiro para Martin McDonagh. Por falar em expectativas confirmadas, Steven Spielberg levou os prêmios de melhor filme de drama e melhor direção por Os Fabelmans. Claro que ainda tem muita água para rolar, mas a narrativa de que finalmente Spielberg merece uma nova rodada de honrarias após mais de 20 anos desde O Resgate do Soldado Ryan parece ser uma das tendências da temporada.

Confira abaixo a lista completa de vencedores:

CINEMA

MELHOR FILME DE DRAMAOs Fabelmans
MELHOR DIREÇÃO: Steven Spielberg (Os Fabelmans)

MELHOR ATRIZ EM FILME DE DRAMA: Cate Blanchett (Tár)
MELHOR ATOR EM FILME DE DRAMA: Austin Butler (Elvis)
MELHOR FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL: Os Banshees de Inisherin
MELHOR ATRIZ EM FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL: Michelle Yeoh (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR ATOR EM FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL: Colin Farrell (Os Banshees de Inisherin)
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM FILME DE DRAMA, COMÉDIA OU MUSICAL: Angela Bassett (Pantera Negra: Wakanda Para Sempre)
MELHOR ATOR COADJUVANTE EM FILME DE DRAMA, COMÉDIA OU MUSICAL: Ke Huy Quan (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
MELHOR ROTEIROOs Banshees de Inisherin
MELHOR FILME EM LÍNGUA NÃO-INGLESA: Argentina, 1985 (Argentina)
MELHOR ANIMAÇÃOPinóquio por Guillermo del Toro
MELHOR TRILHA SONORABabilônia
MELHOR CANÇÃO ORIGINAL: “Naatu Naatu” (RRR: Revolta, Rebelião, Revolução)

SÉRIES, MINISSÉRIES, ANTOLOGIAS E FILMES PARA TV

MELHOR SÉRIE DE DRAMAA Casa do Dragão
MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE DRAMA: Zendaya (Euphoria)
MELHOR ATOR EM SÉRIE DE DRAMA: Kevin Costner (Yellowstone)
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE DRAMA, COMÉDIA OU MUSICAL: Julia Garner (Ozark)
MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE DRAMA, COMÉDIA OU MUSICAL: Tyler James Williams (Abbott Elementary)
MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA OU MUSICALAbbott Elementary
MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA OU MUSICAL: Quinta Brunson (Abbott Elementary)
MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA OU MUSICAL: Jeremy Allen White (O Urso)
MELHOR MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TVThe White Lotus
MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: Amanda Seyfried (The Dropout)
MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: Evan Peters (Dahmer: Um Canibal Americano)
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: Jennifer Coolidge (The White Lotus)
MELHOR ATOR COADJUVANTE EM MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: Paul Walter Hauser (Black Bird)

Apostas para o Globo de Ouro 2023

O Globo de Ouro volta a ser transmitido na TV após inúmeras polêmicas e boicotes envolvendo a falta de diversidade tanto dos indicados quanto de seus votantes. O abalo sísmico foi tão grande que, no ano passado, a Hollywood Foreign Press Association se viu sem emissora para veicular a cerimônia, revelando seus vencedores apenas pelas redes sociais a partir de um evento fechado e restrito a poucos convidados. O baque surtiu efeito na HFPA, que conseguiu rever algumas regras do estatuto e convocou mais de uma centena de novos votantes para trazer diversidade não apenas para os bastidores, mas também para os filmes selecionados. Contudo, ainda assim, a lista de 2023 se revelou comportada e previsível, o que reforça a ideia de que o problema é sistêmico e cultural, e não apenas circunscrito a problemas que podem ser facilmente resolvidos por medidas imediatas.

Assim como em todos os anos, é difícil prever as principais tendências do Globo de Ouro, já que estamos falando da primeira grande premiação da temporada. Apesar de termos as associações de críticos até aqui, elas apenas nos sugerem quais são os nomes e títulos que, no geral, estarão no páreo em algumas categorias. Vencer é outra história, principalmente com um corpo de votantes que difere muito dos críticos. Dito isso, a expectativa é que Steven Spielberg volte a ser consagrado, dessa vez com o drama Os Fabelmans. Já é hora: lá se vão mais de 20 anos desde que ele recebeu um prêmio de direção, no caso, por O Resgate do Soldado Ryan, em 1999. Mais do que isso, a corrida entre os dramas está morna, o que pode favorecer uma dobradinha do diretor também em melhor filme. Já entre as comédias, teremos uma primeira temperatura da disputa entre Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo TempoOs Banshees de Inisherin, títulos que vêm alternando a liderança de indicações entre os prêmios da temporada.

Abaixo, alguns palpites para a cerimônia de hoje:

CINEMA

MELHOR FILME DE DRAMA: Os Fabelmans / alt: Elvis
MELHOR DIREÇÃO: Steven Spielberg (Os Fabelmans) / alt: Daniel Kwan e Daniel Scheinert (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR ATRIZ EM FILME DE DRAMA: Cate Blanchett (Tár) / alt: Michelle Williams (Os Fabelmans)
MELHOR ATOR EM FILME DE DRAMA: Austin Butler (Elvis) / alt: Brendan Fraser (The Whale)
MELHOR FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL: Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo / alt: Os Banshees de Inisherin
MELHOR ATRIZ EM FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL: Michelle Yeoh (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo) / alt: Margot Robbie (Babilônia)

MELHOR ATOR EM FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL: Colin Farrell (Os Banshees de Inisherin) / alt: Diego Calva (Babilônia)
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM FILME DE DRAMA, COMÉDIA OU MUSICAL: Jamie Lee Curtis (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo) / alt: Kerry Condon (Os Banshees de Inisherin)
MELHOR ATOR COADJUVANTE EM FILME DE DRAMA, COMÉDIA OU MUSICAL: Ke Huy Quan (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo) / alt: Brendan Gleeson (Os Banshees de Inisherin)
MELHOR ROTEIRO: Os Banshees de Inisherin / alt: Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo
MELHOR FILME EM LÍNGUA NÃO-INGLESA: Decisão de Partir (Coreia do Sul) / alt: Nada de Novo no Front (Alemanha)
MELHOR ANIMAÇÃO: Pinóquio por Guillermo del Toro / alt: Red: Crescer é uma Fera
MELHOR TRILHA SONORA: Babilônia / alt: Pinóquio por Guillermo Del Toro
MELHOR CANÇÃO ORIGINAL: “Hold My Hand” (Top Gun: Maverick) / alt: “Naatu Naatu” (RRR: Revolta, Rebelião, Revolução)

SÉRIES, MINISSÉRIES, ANTOLOGIAS E FILMES PARA TV

MELHOR SÉRIE DE DRAMA: A Casa do Dragão / alt: Ruptura
MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE DRAMA: Emma D’Arcy (A Casa do Dragão) / alt: Imelda Stauton (The Crown)
MELHOR ATOR EM SÉRIE DE DRAMA: Jeff Bridges (The Old Man) / alt: Kevin Costner (Yellowstone)
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE DRAMA, COMÉDIA OU MUSICAL: Elizabeth Debicki (The Crown) / alt: Julia Garner (Ozark)
MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE DRAMA, COMÉDIA OU MUSICAL: John Lithgow (The Old Man) / alt: Tyler James Williams (Abbott Elementary)
MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA OU MUSICAL: Abbott Elementary / alt: O Urso
MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA OU MUSICAL: Jean Smart (Hacks) / alt: Jenna Ortega (Wandinha)
MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA OU MUSICAL: Jeremy Allen White (O Urso) / alt: Bill Hader (Barry)
MELHOR MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: The White Lotus / alt: Dahmer: Um Canibal Americano
MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: Amanda Seyfried (The Dropout) / alt: Lily James (Pam & Tommy)
MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: Evan Peters (Dahmer: Um Canibal Americano) / alt: Colin Firth (A Escada)
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: Jennifer Coolidge (The White Lotus) / alt: Niecy Nash (Dahmer: Um Canibal Americano)
MELHOR ATOR COADJUVANTE EM MINISSÉRIE, ANTOLOGIA OU FILME PARA TV: Richard Jenkins (Dahmer: Um Canibal Americano) / alt: F. Murray Abraham (The White Lotus)

%d blogueiros gostam disto: