Os indicados ao Oscar 2023

eeaaoscar

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo, inclusive no Oscar. Academia concede 11 indicações ao filme da dupla Daniel Kwan e Daniel Scheinert, tornando-o filme mais lembrado da 95ª edição.

De bate-pronto, abaixo deixo registradas algumas (várias) impressões sobre os indicados ao Oscar 2023. Os vencedores serão conhecidos no dia 12 de março.

– Muito feliz com a liderança de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo. Quando assisti pela primeira vez, em junho do ano passado, jamais imaginei que a Academia compraria esse liquidificador de gêneros e ideias;

– Curti também a boa recepção para o alemão Nada de Novo no Front, que rejeita a glamourização da guerra e coloca o espectador no meio de um grande pesadelo nas trincheiras;

– Não reclamo da rejeição ao sul-coreano Decisão de Partir porque não me conectei com o filme em nenhum momento – assim como já tinha acontecido com A Criada, o trabalho anterior do diretor Park Chan-Wook;

– Manifesto minha decepção, no entanto, com o fato da Academia ter dado ao Pinóquio de Guillermo Del Toro somente a indicação em melhor animação. Dá a impressão de que um filme desse gênero só se habilita para outras categorias quando se encaixa na caixinha Disney/Pixar;

– Já estava quase escorrendo uma lágrima por Aftersun estar passando em branco quando anunciaram Paul Mescal em melhor ator. Merecia muito mais, mas, pelo menos, o belo filme de Charlotte Wells está muito bem representado com essa delicada performance;

– Quem também merecia bem mais é Entre Mulheres, da Sarah Polley, que, apesar da indicação a melhor filme e roteiro, deveria ter emplacado, no mínimo, indicações para duas ou três atrizes do elenco;

– Quero o que os membros da Academia beberam quando resolveram indicar Top Gun: Maverick em melhor roteiro adaptado. Mesmo em um ano fraco, é uma indicação completamente sem sentido e absurda;

– Temos apenas um concorrente não-europeu na categoria de melhor filme internacional: o ótimo Argentina, 1985. Fico feliz com uma possível vitória do longa, mas confesso que meu coração fica com o belga Close;

– Triste por ver mais uma vez o Paul Dano ignorado, dessa vez por Os Fabelmans, especialmente quando o Judd Hirsch concorre pelo mesmo filme por uma aparição mínima. Dano já merecia indicação desde os tempos de Pequena Miss Sunshine e Sangue Negro;

– Era para ser o ano em que a Academia indicaria duas atrizes negras na categoria de protagonista: Viola Davis (A Mulher Rei) e Danielle Deadwyller (Till). Ambas ficaram de fora;

– 16 dos 20 atores indicados esse ano estão pela primeira vez concorrendo ao Oscar. Renovação das boas, e sem enxurrada de cinebiografias. Amém!;

– Meu desafeto da temporada é Tár, que provavelmente dará um terceiro Oscar para a Cate Blanchett. Achei o filme interminável, desinteressante e até datado em suas discussões;

– Andrea Riseborough surgiu de última hora na categoria de melhor atriz devido a uma ampla campanha de outros atores nas redes sociais por sua performance em To Leslie. Dizem que isso vai mudar drasticamente a forma como as campanhas são direcionadas, mas campanha por redes sociais me lembram Donald Trump e Jair Bolsonaro, então prefiro não me entusiasmar.

– Por fim, acho que é a primeira vez que acompanho o anúncio dos indicados ao Oscar já tendo conferido todos os indicados a melhor filme. É uma seleção equilibrada e que, ao meu ver, tem filme para todos os gostos. E o mais importante: nenhum constrangimento. Pelo menos pra mim, claro.

Confira abaixo os indicados:

MELHOR FILME
Avatar: O Caminho da Água
Os Banshees de Inisherin
Elvis
Entre Mulheres
Os Fabelmans
Nada de Novo no Front
Tár
Top Gun: Maverick
Triângulo da Tristeza
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR DIREÇÃO
Daniel Kwan e Daniel Scheinert (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Martin McDonagh (Os Banshees de Inisherin)
Ruben Östlund (Triângulo da Tristeza)
Steven Spielberg (Os Fabelmans)
Todd Field (Tár)

MELHOR ATRIZ
Ana De Armas (Blonde)
Andrea Riseborough (To Leslie)
Cate Blanchett (Tár)
Michelle Yeoh (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Michelle Williams (Os Fabelmans)

MELHOR ATOR
Austin Butler (Elvis)
Bill Nighy (Living)
Brendan Fraser (A Baleia)
Colin Farrell (Os Banshees de Inisherin)
Paul Mescal (Aftersun)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Angela Bassett (Pantera Negra: Wakanda Para Sempre)
Hong Chau (A Baleia)
Jamie Lee Curtis (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)
Kerry Condon (Os Banshees de Inisherin)
Stephanie Hsu (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Barry Keoghan (Os Banshees de Inisherin)
Brendan Gleeson (Os Banshees de Inisherin)
Brian Tyree Henry (Passagem)
Judd Hirsch (Os Fabelmans)
Ke Huy Quan (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Os Banshees de Inisherin
Os Fabelmans
Tár
Triângulo da Tristeza

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Glass Onion: Um Mistério Knives Out
Entre Mulheres
Living
Nada de Novo no Front
Top Gun: Maverick

MELHOR FILME INTERNACIONAL
Argentina, 1985 (Argentina)
Close (Bélgica)
EO (Polônia)
Nada de Novo no Front (Alemanha)
The Quiet Girl (Irlanda)

MELHOR DOCUMENTÁRIO
All That Breathes
All the Beauty and the Bloodshed
A House Made of Splinters
Navalny
Vulcões: A Tragédia de Katia e Maurice Krafft

MELHOR ANIMAÇÃO
Gato de Botas 2: O Último Pedido
A Fera do Mar
Marcel the Shell With Shoes On

Pinóquio por Guillermo del Toro
Red: Crescer é uma Fera

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
Avatar: O Caminho da Água
Babilônia
Elvis
Os Fabelmans
Nada de Novo no Front

MELHOR FOTOGRAFIA
Bardo: Falsa Crônica de Algumas Verdades
Elvis
Império da Luz
Nada de Novo no Front
Tár

MELHOR FIGURINO
Babilônia
Elvis
Pantera Negra: Wakanda Para Sempre
Sra. Harris vai a Paris
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR MONTAGEM
Os Banshees de Inisherin
Elvis
Tár
Top Gun: Maverick
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR SOM
Avatar: O Caminho da Água
Batman
Elvis
Nada de Novo no Front
Top Gun: Maverick

MELHOR TRILHA SONORA
Babilônia
Os Banshees de Inisherin
Os Fabelmans
Nada de Novo no Front
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
“Applause” (Tell it Like a Woman)
“Hold My Hand” (Top Gun: Maverick)
“Lift Me Up” (Pantera Negra: Wakanda Para Sempre)
“Naatuu Naatu” (RRR: Revolta, Rebelião, Revolução)
“This is Life” (Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo)

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADOS
A Baleia

Batman
Elvis
Nada de Novo no Front
Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Avatar: O Caminho da Água
Batman
Nada de Novo no Front
Pantera Negra: Wakanda Para Sempre
Top Gun: Maverick

MELHOR CURTA-METRAGEM
An Irish Goodbye
Ivalu
Night Ride
Le Pupille
The Red Suitcase

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO
The Boy, the Mole, the Fox and the Horse
The Flying Sailor
Ice Merchants
An Ostrich Told Me the World is Fake, and I Think I Believe It
My Year of Dicks

MELHOR CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO
O Efeito Martha Mitchell
The Elephant Whisperers
Haulout
How Do You Measure a Year?
Stranger at the Gate

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: