Livro – Como Ver Um Filme

No último dia 27, a crítica de cinema Ana Maria Bahiana esteve em Porto Alegre para uma sessão de autógrafos do seu mais recente livro, Como Ver Um Filme. Além disso, a autora também ministrou, na capital gaúcha, o curso Como Ver um Filme 2: Os Gêneros (a blogueira Kamila, do Cinéfila por Natureza, fez um excelente texto sobre a experiência). Tive o prazer de participar do curso e, também, da sessão de autógrafos, o que foi o suficiente para conhecer melhor Bahiana e, claro, entrar de cabeça em todas as propostas dela com o curso e o livro. O texto que segue é, assim, uma breve análise sobre a versão literária de Como Ver Um Filme (editora Nova Fronteira, 2012) e como ela pode ser considerada, sem exageros, o manual cinematográfico mais recomendável e interessante da atualidade.

Primeiro, precisamos saber quem é Ana Maria Bahiana. Jornalista e escritora, em três décadas de cobertura cultural já escreveu para publicações do calibre da Rolling Stone e do The New York Times. Também já foi roteirista do filme 1972 e, atualmente, reside em Los Angeles, onde é a correspondente brasileira da famosa Hollywood Foreign Press, do Globo de Ouro. Depois, é necessário compreender o objetivo de Como Ver Um Filme. O livro, que, segundo Bahiana, já estava pronto faz certo tempo e que só viu a luz do dia agora, é uma obra que pretende educar o olhar do espectador, mostrando a ele todo o processo de criação de um longa-metragem, desde quando a ideia é lançada para algum realizador (o famoso pitch), a escolha de elenco, a escrita do roteiro, as gravações, etc. Também é um livro que faz um estudo sobre todos os gêneros cinematográficos, apresentando a premissa de cada um deles e também referências para que o espectador posso identificá-los.

Em pouco mais de 250 páginas, Ana Maria Bahiana prima por uma linguagem simples e bem explicativa, mas sem nunca soar didática demais. Como Ver Um Filme, dessa forma, é uma obra para todo e qualquer leitor interessado em cinema. Isso por si só já é um grande mérito, uma vez que a grande maioria das obras literárias sobre cinema e até mesmo dos textos de escritores e críticos do ramo costumam apostar, digamos, em uma linguagem erudita demais, como se entender cinema fosse sinônimo de se expressar com um jeito pomposo e altamente intelectual. Bahiana, então, subverte as expectativas e apresenta um resultado extremamente agradável para qualquer público.

Outro mérito admirável de Como Ver Um Filme é considerar filmes contemporâneos. Se formos procurar obras mais segmentadas ou até mesmo universais, será difícil encontrar aquelas que exemplifiquem seus conceitos com longas mais recentes. Ora, filme bom não é só é filme antigo. E Bahiana, ao mesmo tempo em que cita obras como O IluminadoCidadão KaneE.T., também aponta longas mais atuais que possuem aspectos admiráveis, como Namorados Para SempreKill BillOnde os Fracos Não Têm Vez. E tal decisão é fundamental para aproximar o cinéfilo leigo que ainda não tem vasto conhecimento e que só teve maior vivência com filmes que conferiu nos últimos anos. Mais uma vez, a autora dialoga com todos, sem segmentar seu público-alvo.

Como Ver Um Filme é, de certa forma, uma enciclopédia cinematográfica que nunca se torna cansativa. Claro que o texto, uma vez ou outra, adota traços mais didáticos para explicar tópicos que só poderiam ser comentados dessa maneira, mas nada que altere a essência simples e altamente eficiente proposta pela autora. É um trabalho mais do que recomendado, uma experiência enriquecedora  que merece reconhecimento por nunca julgar o gosto do espectador. Na realidade, a autora quer é entregar ao leitor ferramentas para que ele próprio faça comparações e perceba detalhes que normalmente não vê para depois construir uma nova percepção sobre o cinema quando procurar uma sessão ou uma locadora. Bahiana une o clássico ao contemporâneo e fala com todos. Algo que, nos dias de hoje, está estranhamente raro… Principalmente quando o cinema se torna cada vez mais democrático.

7 comentários em “Livro – Como Ver Um Filme

  1. Procurava justamente uma crítica para decidir se compraria ou não o livro. Agora é só procurar a melhor oferta.

  2. Matheus, você estava certo, estou ADORANDO o livro! Tenho que te agradecer por tantos momentos de diversão e aprendizado. Um abraço, S.

  3. Eu já venho acompanhando o blog da Ana Maria Bahiana faz algum tempo e admiro muito o trabalho dela. O livro parece ser perfeito para uma pessoa leiga como eu, e aí se encontra uma ótima oportunidade de me aprofundar no assunto.

  4. Otávio, quando tiver a oportunidade, leia “Como Ver Um Filme”. É uma experiência enriquecedora!

    Stella, que legal! Tenho certeza que você vai curtir o livro dela!

    Carissa, a minha também está longa, mas o “Como Ver Um Filme” é bem curto, então ele furou a fila! =)

  5. Ana Maria Bahiana é interessante desde criancinha. Me lembro dela recitando poesia numa festa da escola. Não éramos da mesma turma, mas ela já se destacava. Vou atrás do livro, Matheus. Boa dica!

  6. Ainda não li o livro. Mas foi por causa da Ana Maria Bahiana que eu comecei a me arriscar com resenhas sobre os filmes que eu via. Tive um primeiro contato com seus textos na coluna semanal “Hollywoodiana”, que ela assinava no jornal “O Globo”. Durou alguns bons anos. E, hoje, meu blog se chama “HollywoodianO” por causa dela.

    Abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: