O Golpista do Ano

Direção: Glenn Ficarra e John Requa

Elenco: Jim Carrey, Ewan McGregor, Rodrigo Santoro, Leslie Mann, Allen Boudreaux, Marylouise Burke, Clay Chamberlin, Tommy Davis

I Love You Phillip Morris, EUA/2009, Comédia, 102 minutos

Sinopse: Steven Russell (Jim Carrey) é um policial texano que decide assumir sua homossexualidade. Porém logo ele descobre que, para ser gay, é preciso ter muito dinheiro. Ele passa a realizar diversas trapaças e fraudes, de forma a manter seu alto padrão de vida. Ao ser preso, Steven é levado a uma penitenciária estadual. Lá ele conhece Phillip Morris (Ewan McGregor), seu companheiro de cela, por quem se apaixona. A partir de então Steven passa a fugir e ser preso diversas vezes, sempre agindo em nome de seu amor.

Um dos destinos mais cruéis que um filme pode ter é ser fadado ao fracasso em função de uma propaganda errada. Vejam O Golpista do Ano, por exemplo: estrelado por Jim Carrey, cartazez toscos e trailer enganador. Toda publicidade envolvendo o filme indicava uma típica comédia-pastelão estrelada por Carrey. De certa forma, temos aqui um filme estruturalmente cômico, mas que esconde muitos outros aspectos dentro do roteiro.

Se O Golpista do Ano pode ser considerado um Prenda-Me Se For Capaz gay, também devemos analisar outras facetas da trama. Existe romance e até momentos densos dramaticamente (principalmente nos momentos finais, quando o roteiro impõe uma grave doença a um personagem). Dá para destacar, iclusive, uma ou outra estranha cena de sexo – essas cenas, por sinal, são curiosas, pois não sabemos se devemos levá-las a sério ou rir.

Mas, a verdade é que O Golpista do Ano trata sobre a história de um homem que perde tudo na vida porque não consegue parar de mentir. Chega a ser angustiante ver alguém que tem tudo o que desejava em mãos e que simplesmente joga tudo para o alto porque não tem forças para lutar contra o hábito da mentira. Nesse sentido, o filme de Glenn Ficarra e John Requa acerta. Mesmo que sem profundidades.

É a mistura de gêneros que causa estranheza nesse filme. Comédia, drama e romance parecem estar visivelmente separados. Portanto, a cada momento, acompanhamos um tipo diferente de abordagem. Essa alternância incomoda bastante e prejudica o andamento de O Golpista do Ano. Mais do que tudo, causa afastamento naqueles que procuravam um filme qualquer estrelado por Jim Carrey. Se fosse mais simplista e apostado nesse formato, talvez tivesse sido melhor aceito.

O Golpista do Ano é para ser visto sem preconceitos. É verdade que o filme tem um tratamento cômico na maior parte do seu tempo, mas ele também sabe respeitar o romance homossexual que está sendo mostrado em cena. Existe o momento de rir e o momento de levar a sério a história dos personagens de Carrey e Ewan McGregor (o maior destaque do elenco). Quem não consegue ter esse discernimento, deve passar longe. Aliás, serão os poucos que conseguirão entrar no clima. Que lástima, já que o filme, mesmo com problemas é assistível e tem seus atrativos…

FILME: 7.5


8 comentários em “O Golpista do Ano

  1. Vinícius, a divulgação desse filme é péssima!

    Reinaldo, não gostei tanto quanto você, mas concordamos em vários aspectos.

    Luis Galvão, se esse filme tivesse sido melhor divulgado, talvez também fosse melhor recebido.

    Kamila, tem vários problemas mesmo, mas até que o saldo é positivo.

    Roberto, realmente, ele é mais do que uma mera comédia.

    Elton, o Jim Carrey está bem no filme…

    Rodrigo, eu achei o Ewan McGregor muito bem nesse filme. Sutil na medida exata.

  2. Concordo com quase tudo que falaste. Só não tive a mesma impressão que ti sobre Ewan Macgregor. Achei por vezes sem expressão, e talvez até sem a devida profundidade, em visto de que o título leva o nome do personagem. Enfim, é um filme bacana. Consegue flertar com a temática homossexual, mas sem cair em lugares-comum e levantar a bandeira. Um bom entretenimento, pena que o roteiro se perde tanto nos vai e vem ora drama, ora comédia.

  3. Não passa dessa semana. Saudades de ver Jim Carrey em um filme que APARENTA ser à altura de seu talento.

    apesar das controversas que li, seu texto me deixou mais confiante…

    abs!

  4. Ainda não o assisti, mas também vejo O Golpista do Ano muito além do que uma simples comédia. E o elenco vale a pena! Acabou ficando pra DVD, mas pretendo assistí-lo logo.

  5. A sua opinião foi a mais positiva que li sobre este filme, até agora. Mesmo assim, continuo com o propósito de vê-lo sem qualquer expectativas, até porque é unânime a opinião de que “O Golpista do Ano” tem sérios problemas.

  6. Concordo contigo. Acho que o problema desse filme foi sua divulgação que errou ao tentar ‘catalogá-lo’ como mais uma comédia de Jim. E o filme é muito mais que isso. Boa análise dos diversos temas tratados e como eles influenciam no desempenho geral.

  7. Realmente parece ser um filme mais profundo do que sua divulgação dá a entender, tanto que não me surpreende a falta de distribuição nos Estados Unidos. Quero ver!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: