Entre Irmãos

Direção: Jim Sheridan

Elenco: Natalie Portman, Jake Gyllenhaal, Tobey Maguire, Sam Shepard, Carey Mulligan, Bailee Madison, Taylor Geare, Jenny Wade

Brothers, EUA, 2009, Drama, 104 minutos, 14 anos

Sinopse: Após o desaparecimento do irmão (Tobey Maguire), um soldado tido como morto no Afeganistão, jovem (Jake Gyllenhaal) passa a dar todo o conforto e atenção à cunhada (Natalie Portman) e aos sobrinhos. Não demora muito para essa relação se transformar em algo mais intenso. Mas é nesse momento que o irmão desaparecido retorna, provocando terríveis transformações em todos os envolvidos.

Não assisti o original dinamarquês, então, fiquei livre de qualquer comparação de Entre Irmãos com o filme dirigido por Susanne Bier (Coisas Que Perdemos Pelo Caminho). Ainda assim, foi difícil entrar na história dos personagens e nas intenções dramáticas do roteiro. A culpa nem chega a ser tanto do texto. O maior erro reside na escalação de atores. Eles não conseguem passar as devidas emoções, mostrando-se muito ineficientes quando o assunto é dramaticidade.

Tobey Maguire, que foi absurdamente indicado ao Globo de Ouro de melhor ator em drama, é o maior dos erros. Sempre com aquela cara de garotinho estranho e nerd, Maguire não dá a devida complexidade para o personagem, que termina sem qualquer maior variação emocional. Jake Gyllenhaal, por um outro lado, está regular, mas também não faz muita coisa com o limitado papel. Quanto a Portman, todo mundo sabe que é boa atriz, mas só chorar não é sinônimo de boa interpretação.

Entre Irmãos é sobre os efeitos da guerra, tanto nos soldados quanto nas famílias envolvidas. E até que o filme tem bons momentos em relação a esse assunto, mas nunca chega a se aprofundar – fica sempre naquele nível que estamos acostumados a ver. Ou seja, naquele estilo americano de fazer drama: ausência de trilha sonora, crise existencial, alguns choros e feridas familiares. Não sei se havia necessidade de refilmar uma história comum como essa.

Entre Irmãos, no final das contas, não acrescenta nada de novo. Pode ser um filme que satisfaça em alguns aspectos e consiga acertar em alguns dramas, mas não vai deixar qualquer marca. Fica aquela sensação de que algo não deu certo. Seria o elenco ineficiente? A história sem profundidades? Ou simplesmente o fato de que Entre Irmãos é uma releitura desnecessária do original dinamarquês?

FILME: 6.0


9 comentários em “Entre Irmãos

  1. Fluoxetina, é que existe uma sutil diferença entre ser sincera e pesar no tom. É meio chato sair por aí dizendo que os outros são exagerados e que as opiniões não tem fundamentos. No nosso mundo dos blogueiros, acho que tem que existir parceria. Então, ao invés de pegar pesado nas palavras, quem sabe não é melhor falar de forma sutil para fazer críticas construtivas? Acho que ninguém que receber palavras tão cruas assim.

  2. Vou usar a politica de ser sincera nas minhas opniões.Quer que eu elogie o que não gosto?

    Melhor não passar por aqui então.

  3. Fluoxetina, meio forçaca? Desculpa, mas acho que os teus comentários que estão sendo forçados ultimamente. Vamos fazer a política da boa vizinhança?

    Kamila, ainda bem que nem vi o trailer \o/

    Vinícius, o Tobey Maguire não me convence nesse tipo de papel.

    Luís Galvão, assisti o filme sem qualquer expectativa…

    Mayara, já eu achei a temática bem batida…

    Beto, assim que eu atualizar a minha lista de links, adicionarei o teu!

  4. Que pena! Estava curiosa pela premissa em si, mas parece mesmo que não foi muito profundada. Verei com expectativas bem moderadas. ;)

  5. Um filme bastante convencional, mas que por algum motivo me conquistou. Há tempos que o Jim Sheridan deve um filme realmente marcante, mas mesmo assim “Entre Irmãos” vale pelo elenco. Só discordo quanto ao Maguire, que para mim está muito bem.

  6. Que pena que esse filme não acrescenta nada de novo, porque eu gosto bastante do Jim Sheridan e dos três atores que encabeçam o elenco, além do Sam Shepard e da Carey Mulligan. Sabe qual eu acho o problema desse filme?? O trailer entrega TUDO!!! Não deixa nem a gente curioso para conferir o filme.

  7. Não gostei da sua crítica, pareceu meio forçada.Mas irei ver o filme e voltou aqui para falar o que achei.

    Mais uma vez, adoro seu blog.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: